Comentários

(13)
Lindorf Carrijo, Analista de Sistemas de Automação
Lindorf Carrijo
Comentário · há 5 anos
Lindorf Carrijo, Analista de Sistemas de Automação
Lindorf Carrijo
Comentário · há 6 anos
A reportagem é muito ruim, pois ao narrar um fato real e realmente inédito, utiliza formato tendencioso e, infelizmente, muito popular. Acusar os empresários de tirar direitos dos trabalhadores, particularmente, das trabalhadoras.

- Pergunto ao Sr. Frederico e espero que ele saiba responder, qual seria a represália que a empresa utilizaria ao saber que determinada funcionária ficara grávida fora da ordem recomendada pelo RH.
1- Demitiria a mulher grávida?
2- Estimularia as outras, que estavam na fila, para fazerem Bullyng com a colega?
3- Reduziria seu salário, ou bloquearia suas promoções?
4- Faria assédio moral brutal para que ela pedisse demissão grávida?

A reportagem é ruim pois não se interessou em saber a verdade dos outros, Não conversou com as mulheres que lá ainda trabalham e a direção do RH da empresa.
Ficamos em saber como foi que surgiu a ideia e como foi feita a orientação para as trabalhadoras. Fica parecendo que fui tudo a FORÇA sem participação das trabalhadoras. Será que a empresa em um RH tão burro assim?

Na minha opinião a trabalhadora conseguiu um bom advogado que viu neste caso uma oportunidade de causa. No bom sentido, o advogado "enrolou" o JUÍZ com o "sentimento" de ofensa da reclamante. Se fosse um fato real, a indenização deveria ser paga a todas as trabalhadoras. Em particular aquelas que continuaram trabalhando e sendo ofendidas por muito mais tempo (*)
(*) Desculpe-me por estender os direitos a todos as trabalhadoras. Esqueci que um sentimento só pode virar ofensa se entrarmos na JUSTIÇA com um bom advogado

Muitos especialistas do Direito dizem que a Justiça Trabalhista estimula a má fé em muitos trabalhadores, transforma empregadores honestos em empresários falidos e gera uma demanda assombrosa de processos com imensos prejuízos a produtividade e racionalidade do trabalho. É um dos maiores indicadores do CUSTO BRASIL pelo imenso desperdício de tempo, trabalho improdutivo e uso assombroso de recursos materiais e humanos.

Se o Governo que representa e parte mais forte da sociedade, tivesse interesse em proteger as famílias em seus direitos fundamentais de ter filhos, faria a compensação financeira do empregador pela descontinuidade do trabalho das mulheres grávidas. As mulheres poderiam ter filhos todos os anos, enquanto se sentissem jovens e saudáveis para tanto. Voltaríamos a ter famílias com 10,12,15 filhos para viver com auxílio do ESTADO!!!

No meu entendimento, precisamos acabar com esta "CURTURA" onde o ESTADO e o PATRÂO são os únicos responsáveis por PROVER, tirando do fundo do baú o bem estar das famílias .

Isto é um MITO cultural de um povo ainda em grande parte imaturo e pouco afeito a responsabilidades. No mundo real TODOS nós trabalhadores devemos ser responsáveis e colaborar com o trabalho de todos da coletividade. É preciso respeitar os direitos dos demais conforme o COMBINADO mesmo que isto sacrifique alguns dos nossos direitos pessoais na hora de entrar numa FILA. (do pão, do banco, do supermercado, do cinema, etc.).
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros perfis como Lindorf

Carregando

Lindorf Carrijo

Entrar em contato